O nosso filme

Nosso filme deveria estar na pré-produção. Bons filmes respeitam o tempo necessário para cada etapa, caso contrário, correm o risco de serem apenas medianos ou nem chegar a filmagem.

Você me definiu como o mocinho do nosso filme, nem perguntou se eu concordava e, de brincadeira séria, impôs um teste do sofá, que não fiz.
E então, como roteirista egoísta que é, me promoveu a vilão. Assim, arbitrário, ansioso e precipitado.

Gosto dos vilões. Mais interessantes que mocinhos. Acontece que não sou mocinho, nem vilão. Ou sou os dois ao mesmo tempo, além de outros personagens. Você também. Todos são. O bicho humano é tão complexo que usar apenas uma definição é, no mínimo, burrice.

Pois bem, acho que chegou minha hora de atuar, e como vilão. Até por que, odeio levar a fama sem ter rolado na cama. Serei um vilão que só quer ser feliz, lutando contra pessoas que só querem ter razão. Isso te soa familiar? Tem certeza que me quer como vilão?

Nosso filme está sem final, mas já tem um belo clímax, não acha?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s