Arquivo mensal: maio 2014

Sobre radares de pessoas

Solicitação de amizade… entrar no perfil pra ver se conhece… ver amigos em comum… descobrir que “é tendência”!

Quando respondo sinceramente…

_ Como você tá?
_ Uma montanha russa!

Sobre sonhos

Alguns sonhos se realizam, os que dependem de você.
Outros sonhos não e quase sempre são os que dependem de outras pessoas.
Sonhe muito, sonhe alto, sonhe por você!

Sobre se estou

Não.
Estou.
Não estou.

O anjo do dia…

O anjo de hoje me lançou olhares felizes e me presenteou com dois sutis sorrisos sinceros. Coisa rara por aqui. Sentada a minha frente, não pude deixar de notar seu cabelo cuidadosamente feito de trancinhas que se estendiam até a altura dos ombros.

Dentro daquele ônibus lotado de olhares cinzas, como o tempo nublado lá fora, se ofereceu para segurar minha mochila e guarda-chuva. Com ambos em mãos, meio que os abraçando, cochilou. Como quem se sente absurdamente à vontade, ao segurar gentilmente os itens de terceiros. É simples. Não custou um centavo. E fez toda a diferença no meu dia.

Ao transformar minha manhã quase mal humorada rumo ao trabalho em uma manhã especial, só me restou dizer… Obrigado!

Chamadas que são lições de vida…

O Job era pra uma ONG que ajuda o próximo, com ações nas comunidades atendidas…

Quem faz o bem na verdade é quem mais recebe.

Zap Zap

Naquele aplicativo de um sistema operacional qualquer, a felicidade começa com “escrevendo…”

Nós

A cada dia mais, ou menos, ou mais ou menos… enfim, a cada dia percebo que se fosse pra ser, seríamos.

Você, que não está nem aí

Eu endeuso você. Te angelicalizo. Fiz do meu coração um altar e te coloquei ao centro. Eu te bendigo aos quatro ventos e faço orações.

Eu faxino meu coração semanalmente, esperando que você entre e sinta o cheiro de casa limpa. Eu canonizo você. Te exalto nas alturas.

Tudo isso por você, que não está nem aí.

Chamada para hotel fazenda

Enquanto isso na agência, a chamada perfeita para um hotel fazenda cristão…

Bem-aventurado aquele que reserva antes.

Com toda certeza e saudade do mundo

Manhê, que saudade de você!

Obrigado por tudo… por tirar fotos comigo sem vontade rs’, por patrocinar minhas loucuras, por acalmar minhas frustrações…
Por me aconselhar incansavelmente mesmo sabendo que não vou ouvir, que vou quebrar a cara e correr pro seu colo.
Obrigado por amenizar minhas dores, desde o joelho ralado até o coração partido. Obrigado por ser minha amiga e por me conhecer melhor que eu. Você é um presente!
Quando tirava 10 na escola e quando penso em ser alguém na vida, é só pra poder ver seu olhinho brilhando de orgulho.

E no pequeno palco do meu coração, você é a estrela principal.

(Pseudo) Conclusões

Algumas vezes, quando de bom humor, fico imaginando sobre nós e concluo metáforas. Dia desses, imaginei que eu era um prêmio da loteria que você ganhou, mas não foi retirar ainda.

Em outras vezes, na maioria, quando de mal humor, geralmente às segundas de manhã, concluo que você é apenas idiota.

Enquanto houver promessas

Primeiro eu respiro. Segundo isso te ofende, a maneira como respiro. Terceiro você nos aprisiona em horas de discussão. Por quê? Por que respiro.

Primeiro meu coração bate. Segundo isso te machuca, o ritmo que meu coração bate. Terceiro você nos lança em um abismo de discussão. Por quê? Por que o coração bate.

Milésimos de segundos depois, você respira enquanto seu coração bate.

Fico sem entender. Afinal, se em mim te machuca e ofende, imagina em ti mesmo.

Pergunto o que se passa e você decide que a partir daquele momento, respirar e sentir o coração bater são banalidades comuns da vida.

São nessas horas que seu irônico sorriso sarcástico escapa enquanto seus olhos sobem para dentro de suas pálpebras entreabertas. Odeio essa imagem!

Fico ofendido. Você percebe. Volta atrás e promete que não mais respirará nem deixará o coração bater.

Tenho sérios problemas com promessas.

Acho que por que quando quebrei a perna direita aos sete, minha tia fez promessa e fomos até a basílica e compramos vela do meu tamanho e ao chegar no local de deixar a vela e rezar, parecia um cemitério cheio de fotos de gente viva.
Acho que por que meu pai prometia tudo e não cumpria um por cento.
Acho que por que moro no Brasil e aqui existem políticos brasileiros.
Acho que por que suas promessas, assim como as de todos da nossa geração, inclusive as minhas, não duram mais do que o virar de página do meu livro favorito enquanto leio.

Sobre o que vejo em você

Um de seus talentos é deixar as pessoas mais bonitas.

E o que se vê por fora é apenas a ponta do iceberg.

Você retoca o cabelo ou a pele e todos sentem-se tocados na alma.

Talento poderoso o seu.

Alias, você deveria usá-lo em si mesmo as vezes, tipo às sextas-feiras a noite.

Ficar ainda mais belo não será difícil… no seu caso.

Sobre o destino

O destino é um comediante.

Ora irônico, ora pastelão, mas sempre de bom humor.

Quando não, é porque não entendemos a piada.

Se você dissesse que virá

Você sabe que prefiro fazer as coisas acontecerem a esperar que aconteçam.

Que preciso que me puxem as vezes, pois se depender de mim saio empurrando tudo.

Um defeito e uma virtude. Tenho pressa e detesto esperar. Tudo ao mesmo tempo.

Mas até isso você muda. Se você dissesse que virá eu esperaria feliz.

Em se tratando de você, não é a espera que me mata, é a dúvida. A sua.

Tenho um sorriso lindo, guardado na gaveta. Ei de vesti-lo quando você chegar.

Sobre amar e escrever

Eu amo escrever. E geralmente escrevo sobre amar.

Mas, confesso… talvez eu não seja bom com inícios e meios.

Mas se tem uma coisa em que sou realmente bom, é com finais.

Camila

Como é engraçado… ver vocês nas curtidas daquele post.

Vocês que já não se falam, mas adorariam.

Vocês que fingem que não, mas amam.

Vocês com sonhos solitários, que só serão reais quando juntos.

Vocês que escolheram caminhos diferentes, torcendo para que se cruzem.

Vocês que nas curtidas daquele post, aparecem lado a lado… como deveriam estar.

Revolta

Hoje acordei cansado de três coisas:
Amizades que se acham paixões;
Paixões que se acham amores;
E amores que não existem.

Amores mortos

Discutimos tatuagem enquanto deveríamos discutir questões mais importantes. Como o fato de que eu preciso ir, de que você tem que ficar e que talvez o momento não seja hoje. São sempre brigas diárias, tão desnecessárias.

Eu assumo que sou incompetente sobre relacionamentos. Ainda não aprendi a me relacionar. Minha mãe diz que “quando um não quer, dois não brigam”. Tão óbvio e tão difícil. Acho que não aprendi a ser bom para o outro, sempre.

Eu me magoou. Magoou o outro. O outro me magoa.

E de magoa em magoa, o amor se afoga… e morre.

Sim, amores morrem. Tudo morre!

As vezes o velório dura semanas, as vezes meses.

Conheci casais que velaram um amor morto por anos.

Mas uma hora é preciso enterrar. E em todos os momentos dói, mas nesse mais. Como Djavan diz “amar é quase uma dor”…

Mas deixe estar… dias melhores virão pra você e pra mim… só não virão pra nós.