E quando penso que não, ainda acho que sim. Mas aí já nem tem graça mais.

– oemquepensar