2011

“Eu sei que não se deve postar certas coisas, mas para que servem as regras senão para serem quebradas… Essa dor aqui no peito vai passar. Esse choro contido, vai secar. Gostaria de voltar atrás, mas é tarde demais… Pelo menos foi como eu prefiro: A outra pessoa sendo F.D.P. e eu o idiota… Quer saber: a vida é bela, até quando a gente chora… Te exclui do Facebook, quando, na verdade, queria te excluir do meu coração. PS. EU TE ODEIO!”

– eu de 2011