Eu, doce. Você, diabetes.

Tento ser correto sempre. Na maioria das vezes consigo ser apenas doce.

Tive que ir embora, pois não consigo conviver com meus erros. E estar ao seu lado seria encarar meu erro de frente, de lado, de costas… Isso é insuportavelmente salgado pra mim.

Sobre nossa… Como dizer? Sobre o que se passou conosco: não desisto. Apenas volto ao ponto de onde nunca devia ter saído.

A propósito, você me entristeceu ao dizer, nas entrelinhas, que minha amizade não é suficiente.

Minha amizade, é tudo o que tenho a oferecer. Se é doce demais, desculpa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s