O você de antes, eu amava o você de antes. O você de agora eu nem sequer conheço…

– oemquepensar