Advertainment

Como a Publicidade e o Entretenimento tornaram-se um só Conteúdo

Em mais um dia comum, um jovem acorda em qualquer lugar do mundo, pega seu smartphone ao lado da cama e é bombardeado por mensagens, e-mails, fotos, áudios e vídeos. Ele clica no vídeo que mais chama sua atenção e descobre que se trata de um teaser sobre o novo episódio da sua série favorita. Ele pausa o vídeo e, com o mesmo smartphone, liga a TV e começa a ver o episódio. Em determinado momento da série, que poderia ser um filme, jogo ou programa de auditório, ele se interessa pela camiseta que o personagem principal está vestindo, ou ainda pela sobremesa que a melhor amiga do personagem está comendo e usa o smartphone para pausar a imagem e obter informações sobre esses produtos. Mais alguns cliques e ele compra estes produtos, que serão entregues pelos Correios. Tudo imediato, no exato momento que a curiosidade desperta e, dependendo do caso, se transforma em desejo de compra. Depois de escolher a cor, o modelo, tamanho, agendar a entrega do produto e efetuar o pagamento, volta a assistir a série de onde parou.

Esse exercício de imaginação parece futurista, mas está mais perto do presente e mais realista do que nunca. As transformações sociais e tecnológicas estão mudando a forma como nos relacionamos, trabalhamos, compramos, vivemos e pensamos. Isso reflete diretamente na maneira como consumimos conteúdo. Seja um artista de rua com seus malabares, uma agência de publicidade com seu anúncio, um grupo de teatro amador com sua releitura de Nelson Rodrigues ou um grande estúdio de televisão com sua nova superprodução, todos estão se perguntando como levar sua mensagem para um público cada vez mais disperso, desatento e exigente. A resposta para todas estas perguntas é conteúdo, criativo e que envolve muitas áreas em prol do principal interessado, o público.

É neste cenário fértil de tecnologia e regado pelas muitas possibilidades de escolha da internet que o advertainment ganha força e seu uso cresce vertiginosamente, trazendo melhores resultados do que as soluções, digamos, tradicionais. Para compreender melhor essa modalidade de comunicação, este artigo apresenta cases diversificados que ilustram bem as variações e capacidade de adaptação da técnica. O primeiro exemplo analisado é The Beauty Inside, que utiliza de maneira fluida o branded content e com isso arrebatou diversos prêmios. Latitudes, por sua vez, fixou sua estrutura narrativa no product placement e assim conseguiu recursos para tirar o projeto do papel. Por fim, Bom Goumet, um exemplo curitibano que se propõe multiplataforma e fez uma revolução no segmento gastronômico brasileiro.

Mas o que é advertainment? Entenda neste resumo do conceito.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 


Você acaba de ler a introdução do artigo apresentado no IV Seminário Nacional Cinema em Perspectiva, em parceria com a Faculdade de Artes do Paraná. Confira abaixo o artigo na íntegra.

 

Anúncios