O mundo está cheio de meias pessoas, que são quase elas mesmas.

Pessoas tão perdidas que nem sentem vergonha por não sentirem quem são.

Eu paguei pra ver e acho que consegui sair ileso. Sangra, mas cicatriza. Dói, mas liberta. E isso não tem preço.

É que eu me dei conta de que quando a gente não vive o agora, o hoje já é quase ontem.

– oemquepensar